Boas parcerias

Cada vez mais estamos dependentes das novas tecnologias para tudo.

Escrevo isto e penso no tempo que seria necessário dispensar para levar esta publicação a todos que a vão ler, caso ainda estivéssemos na era em que tínhamos apenas o correio.

Num livro de Dan Brown, publicidade à parte, chega a ser considerado que a evolução do homem passa mesmo por uma junção entre homem e tecnologia. E pensando bem não estamos longe dessa nova era, se é que não está já a decorrer. Já temos dispositivos tecnológicos a auxiliar-nos na saúde (pacemakers, bombas de insulina,…), na forma de obter informação sobre o mundo (óculos virtuais, guias computorizado,…) e em tantas outras áreas.

As empresas farmacêuticas nos últimos anos não são alheias a este boom da tecnologia e têm apresentado cada vez mais soluções que nos ajudam na gestão da diabetes. É não só trabalham sozinhas, mas também procuram parcerias estratégicas.

Sabendo da necessidade que temos de registar as doses de insulina que administramos as empresas ligadas à produção de insulina têm inventado canetas cada vez mais inteligentes.

Em breve, ou já no mercado, temos canetas que se ligam ao smartphone, enviando estas informações para uma app que será um livro de registo. Portanto, mais uma app, pois já temos as apps que ligam a medidores de glicose no líquido intersticial…

De modo a não termos mais uma app, as empresas acordaram parcerias de modo a que isto seja feito com apenas uma app.

Teremos assim mais uma solução tecnológica que facilita a vida de quem é utilizador de canetas de insulina e de medidores de glicose no líquido intersticial.

Assim, a Novo Nordisk estabeleceu parcerias com:

E a Sanofi percorre o mesmo caminho e já estabeleceu parceria com a Abbott.

https://www.fiercebiotech.com/medtech/easd-abbott-sanofi-to-interconnect-their-diabetes-monitoring-and-insulin-delivery-tech