Glucose Management Indicator (GMI)

Muitas pessoas com diabetes experienciam diferenças entre o valor da hemoglobina glicada A1c (HbA1c) medida em laboratório e aquela que os medidores contínuos de glicose (MCG) indicam. Deste modo, para evitar mal entendidos entre a HbA1c medida em laboratório e a estimada pelos MCG, eA1c, esta deverá entrar em desuso e será utilizado um novo valor, o GMI (Glicose Management Indicator), cujo nome não será aqui traduzido.

Os relatórios AGP, comuns nos relatórios que os MCG e os sensores flash nos disponibilizam, já terão na sua versão 4.0 este novo valor(1).

O cálculo do GMI é dado em percentagem por:

E em mmol/L por:

Alguns exemplos:

Esta fórmula foi obtida através de um estudo realizado inicialmente com o Dexcom G4, mas posteriormente já se realizou o estudo com o Guardian e com o Navigator 2.

Os investigadores  referem que as diferenças entre os valores de hemoglobina glicada obtidos de várias formas devem ser analisados cuidadosamente pelas equipas médicas e pelas pessoas com diabetes.

“Se uma pessoa tem sempre o valor do GMI consideravelmente mais baixo do que a HbA1c, então o intervalo alvo baseado na HbA1c não deve ser colocado muito baixo para garantir que o tempo passado em hipoglicemia não é excessivo.”

Obviamente este tipo de conclusões precisam de mais estudos e exemplos práticos para que sejam validados e para que as diferenças consideráveis entre GMI e HbA1c sejam tidas em conta ao definir o tratamento de cada pessoa.

Fontes:

https://care.diabetesjournals.org/content/41/11/2275

https://care.diabetesjournals.org/content/42/4/e60