Insulina lenta

Insulina lenta

O pâncreas fabrica dois tipos de insulina: uma que é libertada continuamente, sendo a base para se ter valores estáveis ao longo do dia, e outra que é libertada aquando da subida dos níveis de açúcar no sangue, normalmente após refeições.

Para satisfazer estas necessidades, quem tem diabetes tipo 1, tem dois tipos de insulina: a lenta ou basal cujo papel é idêntico ao da insulina que é libertada continuamente, de forma a manter a estabilidade dos valores, e a rápida que é administrada aquando das refeições (normalmente algum tempo antes) ou quando o açúcar no sangue sobe e existe a necessidade de corrigir.
O papel da insulina lenta é então o de estabilizar os valores entre refeições, ou após o término do raio de ação da insulina rápida.
Não se espere que uma subida ao Evereste durante a noite seja resolvida pela lenta. Esse não é o seu papel, nem pode.
Se tal acontecesse, então se durante a noite houver valores estáveis, com uma descida assim, acabaria em hipoglicemia.
Estabilidade é o que se quer.

Muitos dos que têm diabetes são aconselhados pelas equipas médicas a aumentar ou diminuir a insulina lenta se os valores ao acordar estive demasiado baixos ou demasiado altos.
Está certo, mas devem ter em atenção algumas coisas:
1) pensar se nas noites anteriores houve alimentos que fizessem aumentar os valores – comidas com muita gordura, por exemplo pizza, macdonalds, lasanha,…
2) pensar se há um quadro de doença, o que eleva os valores (quem tem bomba de insulina nestas situações é aconselhado pela equipa médica a adotar basais temporárias superiores)
3) Se houve aumento da atividade física, o que levará a recuperação muscular noturna e consequente valores mais baixos pela manhã
De modo a evitar problemas, a alteração tende a ser feita de unidade em unidade.

Depois de alterar, é muito importante dar tempo ao organismo para se ajustar, por norma, o conselho é aguardar três dias e analisar os valores só no final desses três dias.
Claro que hipoglicemias são sempre de evitar e caso se aumente a insulina lenta e se tenha um quadro de hipoglicemia, o melhor é voltar às unidades anteriores.