Jejum Glicémico

O que é?
24 horas de monitorização hora a hora dos valores da glicemia – Começar num dia ao pequeno almoço e terminar ao pequeno-almoço do dia seguinte;
Dia sem ingestão de hidratos de carbono, proteínas, lípidos ,… que impliquem administração de insulina.

Que ingerir sendo assim?

O que faço normalmente é:

Pequeno almoço:

Fatia de fiambre + fatia de queijo + chá / 1 iogurte de soja (apenas 2 hidratos de carbono)
(O fiambre e o queijo não têm praticamente hidratos de carbono, mas têm proteínas e lípidos, por isso apenas como uma fatia, caso contrário, poderei ver a glicemia subir mais tarde)

Lanche a meio da manhã (se necessário):

Bolacha de água e sal (2 hidratos de carbono) ou meio iogurte de soja

Almoço:

Salada, ovo cozido e lata de atum escorrido (é preciso cuidado por causa dos lípidos e das proteínas)

Lanche da tarde (se necessário):

Idêntico ao da manhã

Jantar:

Salada de alface, tomate, fatia de fiambre e um pedaço de peito de frango grelhado com quase zero de margarina
(não como muito peito de frango pois mais uma vez apesar de não ter hidratos de carbono tem proteína)

Este tipo de refeições como não têm hidratos de carbono contáveis não devem elevar os valores da glicemia.
Obviamente há mais alimentos que podem ser ingeridos, mas o que se deve ter em atenção é que cada refeição não deve ultrapassar 4 a 5 hidratos de carbono, assim como não deve ter mais de 8/9 proteínas e quase nenhuns lípidos.
Será necessário efetuar os testes capilares de hora a hora, inclusive durante a noite, sendo mesmo esta a parte mais complicada para mim.
Durante o jejum glicémico não deverá ser dada nenhuma dose insulina rápida, exceto se houver necessidade de corrigir algum valor de glicemia.
Após realizar este “teste” quais as conclusões a retirar?
Se durante o teste os valores da glicemia estiverem demasiado baixos , correndo-se o risco de hipoglicemia, considero que se deve parar o teste. Para mim esta situação significa que se está com uma dose de insulina lenta demasiado elevada. Nesta situação provavelmente ingeriria alguns hidratos de carbono (poucos) para colocar o valor da glicemia normais e continuaria o teste, mas se voltassem a descer interrompia o teste.
Na próxima administração de insulina lenta, diminuiria a dose e, voltaria a tentar noutro dia o jejum glicémico para verificar se a dose de insulina lenta ficou a correta.

Se os valores estiverem altos o significado será o mesmo, exceto que a dose de lenta é pequena. Neste caso, se tal acontecesse no início do teste corrigiria os valores com insulina rápida e depois verificaria se a glicemia voltava a aumentar. Se sim, interromperia o teste, aumentaria a dose de lenta e voltaria a repetir noutro dia o jejum glicémico.

Quaisquer dúvidas que tenham não hesitem em colocá-las.