Provas e Exames 2020

Vive-se um momento delicado, mas a vida tem de ir continuando, nomeadamente a inscrição para as provas e exames.
No dia 5 de março foi publicada a versão final do “GUIA PARA APLICAÇÃO DE ADAPTAÇÕES NA REALIZAÇÃO DE PROVAS E EXAMES”.
Em anos anteriores esta associação escreveu ao Ministério da Educação, à Direção Geral de Educação e ainda Júri Nacional de Exames acerca das necessidades dos alunos com diabetes. Este ano do Guia constam praticamente todos os pontos que esta associação expôs.
Assim sendo, temos:

Ao contrário de outros anos, este ano praticamente está como dado adquirido que o aluno realiza a prova em sala à parte. Esta situação permite assim ao aluno gerir da melhor forma a sua diabetes, não colocando em causa a realização da sua prova.

O guia deixa claro o material que o aluno deve ter em sua posse, assim como o que é necessário para tratar uma hipoglicemia. Mantém-se a compensação de tempo caso o aluno tenha de tratar uma hipoglicemia, sendo que o máximo permitido é de 30 minutos e será sempre o correspondente ao que o aluno utiliza para tratar a hipoglicemia. Caso o aluno utilize mais tempo, terá no máximo os 30 minutos.

Este ano a grande surpresa, pois era algo impossível de contemplar, é a hipoglicemia grave.
Está prevista, assim como está prevista a realização do exame na 2ª fase, caso o aluno não tenha obtido aprovação ou pretenda melhorar os
resultados obtidos na 1.º fase.

MUITA ATENÇÃO a este ponto.

O que está referido é que o aluno realiza o exame na 2ª fase, e à partida o que se subentende é que este será contabilizado como 1ª fase. Ou seja, conta como exame de 1ª fase no que concerne ao ingresso no ensino superior.
O aluno acaba por sair prejudicado pois apenas realiza uma fase caso a 1ª fase tenha corrido mal devido à diabetes.

MAs fiquem DESCANSADOS OS PAIS E ALUNOS, pois até hoje não HÁ QUALQUER RELATO de ter acontecido tal situação.